Embratel espera fechar em 30 dias acordo sobre dívida

A Embratel espera fechar o acordo para renegociação da dívida em até 30 dias. A diretora de relações com investidores da empresa, Sílvia Pereira, confirmou a informação, dada em teleconferência promovida pela empresa na tarde desta quarta-feira. Segundo ela, o que está faltando para concluir o acordo é a verificar contratos. Sílvia Pereira negou que a vice-presidente da Embratel Purificación Carpinteyro tenha informado, no mês passado, que 10 dos 22 bancos envolvidos já teriam acertado rolar a dívida. "Ela nunca disse isso. Saiu na imprensa, mas ela não disse", afirmou. A diretora de relações com investidores da Embratel enumerou formas pelas quais a empresa está trabalhando para melhorar a rentabilidade em 2003. Ela disse que a empresa está iniciando serviços locais para mercados corporativos, aumentando a capilaridade da rede, promovendo ações de marketing e outras para melhorar a cobrança e reduzir a inadimplência, entre outras iniciativas.Segundo a executiva, o aumento da capilaridade permite que a empresa preste serviços pela própria rede. Silvia Pereira disse que apesar de a Embratel ter perdido a receita automática das ligações para 0800 feitas a longa distância, agora pode ter receita de 0800 feitas em ligações locais pela Embratel, que antes de a empresa entrar nesse mercado iam para outras operadoras.A Embratel recebeu, por ligações de longa distância para 0800, R$ 73 milhões no primeiro semestre, R$ 30 milhões no terceiro trimestre e nada no quarto trimestre, quando perdeu essa fonte de receita.Silvia Pereira disse que, dos clientes que a empresa perdeu para outras operadoras que entraram no mercado agora, 4,6 milhões tiveram as linhas bloqueadas pela Embratel. "Eles não geravam receita mesmo", disse. "Também tem uma situação de concorrência que tem efeito nisso", disse ela, sobre a perda de clientes para outras empresas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.