Embratel pode tentar derrubar liminar favorável à Telemar

O presidente da Embratel, Jorge Rodriguez, disse nesta terça-feira, ao sair de audiência com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, que a empresa está estudando a possibilidade de tentar derrubar a liminar concedida pelo Tribunal Regional Federal (TRF) do Rio de Janeiro, que permite à Telemar operar ligações de longa distância a partir da sua área de atuação para as demais áreas do País.A Telemar opera em 16 Estados - do Rio de Janeiro ao Amazonas. Segundo Rodriguez, a liminar concedida à Telemar não tem fundamentação correta. Ele afirma que cabe à Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), e não à Justiça, as definições sobre as operações das empresas."Achamos que é uma atividade que a Anatel tem que fazer sempre seguindo o marco da Lei de Telecomunicações", disse Rodrigues. Segundo ele, a ação contra a Telefônica tem a intenção de assegurar que os direitos da Embratel sejam respeitados e que as condições de atuação no mercado de telecomunicações sejam "justas e isonômicas".A Embratel conseguiu duas liminares na Justiça impedido a Telefônica de fazer DDD de São Paulo para o restante do País. Rodriguez esteve com o ministro para tranqüilizá-lo em relação à posição da Embratel sobre os reflexos do pedido de concordata da WorldCom, controladora da Embratel.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.