Embratel quer barrar venda da Brasil Telecom para a Oi

A Embratel quer impedir a compra da Brasil Telecom (BrT) pela Oi (antiga Telemar), segundo fontes do mercado. A empresa de telefonia controlada pelo bilionário mexicano Carlos Slim entrou esta semana com um pedido na Secretaria de Direito Econômico (SDE), do Ministério da Justiça, para ter acesso aos documentos da operação, que está sendo analisada no momento pela instituição. O objetivo é juntar mais argumentos para barrar a aquisição. Por meio de sua assessoria, a Embratel disse que "não vai comentar o assunto pela imprensa". A Secretaria de Acompanhamento Econômico (Seae), do Ministério da Fazenda, também recebeu um pedido semelhante. Ambas secretarias vão analisar os pedidos. Embora, tecnicamente sejam pedidos de impugnação, a Embratel não pede aos órgãos de defesa da concorrência a rejeição total do negócio, mas sim a imposição de restrições em áreas relacionadas às telecomunicações que vão além do segmento de telefonia. As secretarias ainda não firmaram qualquer convicção sobre o pedido.Como concessionária de longa distância, a Embratel é a concorrente que mais tem a perder com a operação, sobretudo em transmissão de dados corporativos, mercado que lidera desde antes da privatização. A união entre a BrT e a Oi criaria uma rede nacional alternativa de comunicação de dados, e poderia dificultar ainda mais o acesso da Embratel às redes locais, dominadas pelas concorrentes. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

AE, Agencia Estado

24 de julho de 2008 | 08h59

Mais conteúdo sobre:
telefoniaOiBrTEmbratel

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.