Embratel sai de prejuízo para lucro de R$ 223,634 milhões

A Embratel encerrou o ano passado com lucro líquido de R$ 223,634 milhões, depois de prejuízo de R$ 626,342 milhões de 2002. A receita líquida teve queda de 4,4%, para R$ 7,043 bilhões. Os custos de serviços foram reduzidos em 7,0%, para R$ 3,737 bilhões. As despesas de vendas totalizaram R$ 784,776 milhões, com recuo de 28,1%. As despesas gerais e administrativas caíram 2,9%, para R$ 813,462 milhões.O Ebitda da empresa totalizou R$ 1,782 bilhão, com margem de 25,3%. O montante equivale a um aumento de 22,7% sobre o Ebitda de R$ 1,453 bilhão de 2002, quando a margem foi de 19,7%. O resultado operacional, antes do financeiro, ficou em R$ 630,233 milhões, com expansão de 102,4%. As despesas financeiras líquidas ficaram em R$ 159,92 milhões, frente a despesa líquida de R$ 1,552 bilhão de 2002. Em 31 de dezembro, o patrimônio líquido da empresa era de R$ 4,874 bilhões. Os dados são consolidados. O resultado líquido da Embratel de 2003 ficou acima das projeções dos analistas consultados pela Agência Estado. A companhia apresentou um lucro líquido de R$ 223,634 milhões no ano passado. Os cálculos dos analistas apontam para R$ 190 milhões positivos neste ano. Em 2002, a companhia teve prejuízo de R$ 626,342 milhões. A média das projeções levou em conta as estimativas de quatro instituições: Fator Corretora, Sudameris ABN Corretora, Unibanco Research e BES Securities.O Ebitda da empresa totalizou R$ 1,782 bilhão, com margem de 25,3%. O número ficou em linha com as expectativas dos especialistas, de R$ 1,766 bilhão. A margem também ficou em linha com os cálculos, que indicavam 25,2%. Em relação à receita líquida, os dados apresentados pela companhia ficaram dentro das expectativas. A companhia teve faturamento líquido de R$ 7,043 bilhões, quando os analistas esperavam R$ 7,0 bilhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.