Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Emissão de bônus brasileiro alcança R$ 3,15 bilhões

O Tesouro Nacional informou nesta quarta-feira que conclui nesta madrugada a missão de bônus denominados em reais (BRL 2024) com a extensão da operação para o mercado asiático, no qual foram vendidos mais R$ 150 milhões. Esse valor se soma aos R$ 3 bilhões emitidos ontem na Europa e nos Estados Unidos, em um total de R$ 3,15 bilhões, segundo nota divulgada pelo Tesouro.

EDUARDO CUCOLO, Agencia Estado

18 de abril de 2012 | 10h24

Conforme informado ontem, a taxa de retorno para o investidor foi de 8,60% ao ano, a mais baixa da história para esse tipo de papel, e o cupom de juros ficou em 8,50% ao ano. A emissão foi liderada pelos bancos HSBC e Goldman Sachs.

O Tesouro informou que a emissão foi colocada ao preço de 99,292% do seu valor de face. A liquidação financeira ocorrerá no dia 27 de abril, sexta-feira da próxima semana, e os cupons de juros serão pagos nos dias 5 de janeiro e 5 de julho de cada ano, até o vencimento do papel em 5 de janeiro de 2024.

Tudo o que sabemos sobre:
títulosemissãoreais

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.