Empenho para união Mercosul e UE, pede Lula a ministro português

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu hoje ao primeiro-ministro Português, José Manoel Durão Barroso, empenho para a assinatura, ainda neste ano, do acordo de associação do Mercosul com a União Européia. No pronunciamento dirigido a Durão Barroso, durante almoço no Palácio do Itamaraty, Lula afirmou que os investimentos entre os dois países estão muito aquém das potencialidades e das ambições de portugueses e brasileiros. Ele ressaltou, no entanto, que na última década Portugal destinou ao Brasil metade dos investimentos feitos no exterior. O montante de investimentos portugueses no Brasil, segundo Lula, supera US$ 10 bilhões. "O Brasil e o Mercosul oferecem uma porta de entrada privilegiada para a participação de capital português no processo de integração sul-americana, em especial de órgãos de infra-estrutura", disse Lula. Participam também do almoço com o primeiro ministro português, os ministros da Fazenda, Antonio Palocci, do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan, das Relações Exteriores, Celso Amorim, e do Turismo, Walfrido Mares Guia, e o presidente do Senado, José Sarney.

Agencia Estado,

08 Março 2004 | 14h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.