Empreendedores sociais têm reunião internacional em Campinas

A Fundação Schwab para o Empreendedorismo Social, vai realizar em Campinas (SP), entre 4 e 6 de novembro, sua primeira reunião fora da Suíça, que deverá contar com a participação de trezentas pessoas de várias partes do mundo. A entidade, que foi fundada pelo criador do Fórum Econômico Mundial (WEF, na sigla em inglês), Klaus Schwab, disse que o Brasil foi escolhido para sediar o seu quarto encontro "devido à fascinante mobilização social demonstrada pela sociedade brasileira nos últimos anos". A fundação concentra nove dos seus 84 projetos no Brasil.Sob o tema "O Futuro do Empreendedorismo Social: Quão grande o pequeno pode ser?", o congresso reunirá os cerca de oitenta empreendedores sociais apoiados pela fundação no mundo inteiro, além de políticos, empresários, representantes de ONGs, líderes religiosos, sindicais e comunitários, acadêmicos e representantes de organizações multilaterais.Entre os já confirmados, segundo a entidade, estão o presidente Luiz Inácio Lula da Silva; o Ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Luis Fernando Furlan; o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles; o fundador da Google, Sergey Brin; e a primeira-dama da África do Sul, Zanele Mbeki."A reunião auxiliará na identificação dos fatores de sucesso que viabilizam os ganhos de escala em empreendimentos sociais e terá como objetivo a criação de uma agenda de ações concretas a serem executadas dentro de um ano para maximizar o impacto do empreendedorismo social", afirmou Klaus Schwab. Segundo ele, o encontro tem como objetivo incentivar a troca de experiência entre os participantes, a fim de transferir conhecimento do mundo empresarial e da sociedade civil para os empreendedores sociais, focando em temas como escala, profissionalização, modelos auto-sustentáveis, entre outros. Segundo os organizadores, cerca de 300 pessoas deverão participar do evento em Campinas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.