Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Empregados da Eletrobrás decidem suspender greve até dia 25

Greve foi iniciada ontem e tinha por objetivo protestar contra a privatização da estatal e pedir a saída do presidente Wilson Ferreira Jr

Denise Luna, O Estado de S.Paulo

12 Junho 2018 | 11h31

RIO - Por força de uma decisão do presidente do Tribunal Regional Do Trabalho (TRT) do Rio de Janeiro, a greve de 72 horas dos empregados da Eletrobrás foi interrompida nesta terça-feira, mas deve voltar por tempo indeterminado no próximo dia 25, informou o diretor da Associação dos Empregados da Eletrobrás (Aeel), Emanuel Mendes.

+ Greve da Eletrobras atinge 85% dos empregados, diz sindicato

+ Venda da Eletrobrás não sai este ano

A greve foi iniciada ontem (11/6) e tinha por objetivo protestar contra a privatização da estatal e pedir a saída do presidente Wilson Ferreira Jr, considerado o promotor da venda da empresa e cujas relações foram afetadas por declarações polêmicas do executivo.

A nova greve tem por objetivo garantir direitos adquiridos no Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), informou Mendes. O sindicalista disse que a partir de 25 de junho os empregados irão parar por tempo indeterminado, mas aguarda uma proposta da companhia que pode suspender a greve. 

Mais conteúdo sobre:
Eletrobrásgreveprivatização

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.