Empregados da Sabesp entram em greve, diz sindicato

Cerca de 70% dos funcionários da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) estão em greve desde a zero hora de hoje, segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente do Estado de São Paulo (Sintaema), Rene Vicente dos Santos. Conforme Santos, 137 trabalhadores foram demitidos na última semana, e a paralisação tem como objetivo que a Sabesp reverta e interrompa as demissões. A Sabesp informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que não iria se pronunciar sobre a greve.

CHIARA QUINTÃO, Agencia Estado

11 de novembro de 2009 | 11h46

No dia 20 de fevereiro, a Sabesp assinou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) sobre o desligamento de todos os funcionários aposentados do seu quadro permanente. O TAC previa demissão de 2.250 aposentados que continuavam trabalhando na companhia. De acordo com o presidente do Sintaema, as demissões da última semana não fazem parte do TAC. No primeiro semestre, foi realizado concurso público pela Sabesp, com 1.771 vagas.

Tudo o que sabemos sobre:
Sabespgrevesindicato

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.