finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Emprego cresce 15% em janeiro e é melhor resultado para o mês

O emprego formal continua positivo neste início de ano, com a abertura de 115.972 novos postos de trabalho em janeiro. É um número cerca de 15% superior ao de janeiro de 2004, que havia registrado a criação de 100.106 novas vagas. Os dados constam do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados hoje pelo ministro do Trabalho, Ricardo Berzoini.Na divulgação dos dados, Berzoini chamou a atenção para o fato de janeiro de 2005 apresentar o melhor resultado para o mês da série histórica do Caged. Ele destacou a elevação generalizada do emprego em todos os setores da economia, com predominância para o setor de serviços (mais 54.501 postos de trabalho) e a indústria de transformação (mais 32.844 empregos).De acordo com Berzoini, o emprego formal está em expansão devido ao dinamismo do mercado interno e o bom desempenho das exportações. Para o ministro do Trabalho as taxas de juros altas e a apreciação cambial ainda não comprometeram o nível de atividade da economia. Essa situação, no entanto, pode mudar. Pelos dados do Caged, além da indústria de transformação e dos serviços também a construção civil, a agricultura e o comércio tiveram resultados positivos no mês de janeiro. O ano começou para o mercado de trabalho com equilíbrio entre os empregos gerados no interior e nas áreas metropolitanas. Em termos geográficos coube à região Sudeste a liderança na geração de empregos (mais 65,6 mil postos), com destaque para São Paulo (mais 52,8 mil).

Agencia Estado,

16 de fevereiro de 2005 | 18h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.