Emprego de 2012 ainda pode se igualar a 2011, diz MTE

O secretário substituto de Política Pública e Emprego do Ministério do Trabalho e Emprego, Rodolfo Torelly, afirmou nesta terça-feira que o volume de vagas de trabalho formais criadas neste ano ainda pode se igualar ao de 2011. A previsão foi feita apesar de apenas em dois meses de 2012 o volume contratações líquidas ter ficado acima de seu correspondente no ano passado. Em 2011, segundo a Relação Anual de Informações Sociais (Rais), foram criadas 2,242 milhões de vagas.

CÉLIA FROUFE, Agencia Estado

18 de setembro de 2012 | 16h13

"É um bom resultado", disse Torelly, salientando que o crescimento médio da População Economicamente Ativa (PEA) foi de 1,8 milhão. "O desempenho de 2012 está ligeiramente abaixo do de 2011, mas vamos esperar o fim do ano, pois pode ter uma arrancada, uma estilingada com as medidas do governo."

Torelly projeta ainda que o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) deve ter um saldo líquido de 1,5 milhão a 1,7 milhão de postos em 2012. No ano passado, conforme o Caged, foram gerados 2,02 milhões de postos com carteira assinada. A diferença do Caged para a Rais é que essa inclui também servidores públicos. O secretário comentou ainda que o aumento dos salários é devido, entre outros fatores, à escassez da mão de obra.

Tudo o que sabemos sobre:
TRABALHORAIS 2011PROJEÇÃO 2012

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.