coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Emprego formal tem 155 mil novas vagas em maio

Pelo quinto mês consecutivo esse ano, o mercado formal de trabalho está com saldo líquido positivo de emprego. Em maio último, segundo dados divulgados hoje pelo Ministério do Trabalho, foram criadas 155.813 novas vagas com carteira assinada. Em abril foram 175.090. Nos primeiros cinco meses do ano o saldo líquido acumulado do emprego já alcança 547.404 postos de trabalho. No mesmo período do ano passado tinham sido criadas 465.418 ocupações.Os dados do Ministério do Trabalho têm como base o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Esse cadastro é preenchido todo mês pelas empresas quando há movimentação de pessoal, tanto admitidos quanto demitidos. Em maio, de acordo com a análise dos técnicos, o crescimento do mercado formal foi generalizado em praticamente todos os setores da economia. A exceção ficou por conta da Construção Civil que registrou perda de 2.920 postos de trabalho no mês.Os setores de maior destaque na geração de emprego foram a Agricultura (mais 77.959 vagas), Serviços ( mais 32.443 vagas) e a Indústria de Transformação, com o incremento de 25.692 trabalhadores. Em termos de Unidade da Federação, o melhor resultado foi registrado em São Paulo. No Estado foram criadas 68.691 novas vagas. Também foi a região metropolitana de São Paulo que apresentou a maior variação absoluta em termos de empregos formais, com a geração de 10.207 postos de trabalho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.