Emprego formal tem pequena recuperação

Depois da demissão de 249.514 pessoas em dezembro, o mercado de trabalho formal conseguiu, no mês passado, apresentar uma pequena recuperação. Em janeiro último a diferença entre admitidos e demitidos foi positiva em 35.485 novos postos de trabalho, número pouco inferior às 44.228 vagas abertas em janeiro de 2002. Os dados foram divulgados hoje pelo Ministério do Trabalho.O saldo de janeiro foi positivo graças ao desempenho da indústria de transformação (mais 26.610 empregos), ao setor de serviços (mais 11.538 postos de trabalho) e à agricultura, com criação de 4.357 novos empregos com carteira assinada. De acordo com os técnicos o pequeno aquecimento da indústria de transformação em janeiro já era esperado, principalmente se comparado ao mês de dezembro, quando a atividade industrial está no mínimo, após as entregas das encomendas de fim de ano.Dentro do setor o melhor desempenho ficou com os ramos ligados à exportação, tais como a indústria da borracha, de couros e peles e de calçados, beneficiados com a alta do dólar. O setor de serviços cresceu, em janeiro, nas atividades vinculadas ao turismo, sendo que na agricultura o aumento do número de empregados é atribuído pelos técnicos a fatores sazonais. O emprego caiu em janeiro no comércio (menos 2.835 vagas), na construção civil (menos 5.741 vagas) e na administração pública (menos 171 empregos).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.