Rodolfo Buhrer|Estadão
Rodolfo Buhrer|Estadão

Emprego industrial cai 0,7% em outubro

No acumulado de 2015, os postos de trabalho na indústria recuam 5,9%, informou o IBGE

Daniela Amorim, O Estado de S.Paulo

18 de dezembro de 2015 | 10h02

RIO - O emprego na indústria recuou 0,7% na passagem de setembro para outubro, na série livre de influências sazonais, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na comparação com outubro de 2014, o emprego industrial apontou uma queda de 7,2% em outubro deste ano.

No acumulado de 2015, os postos de trabalho na indústria recuam 5,9%. Em 12 meses, o emprego industrial acumula queda de 5,6%. 

Nesta semana, o IBGe também divulgou a taxa de desemprego em novembro, que ficou em 7,5%, ante 7,9% em outubro. Apesar da queda, a primeira em dez meses, a taxa é a mais elevada para novembro desde 2008. 

Horas pagas. O número de horas pagas aos trabalhadores da indústria recuou 0,9% na passagem de setembro para outubro, a oitava taxa negativa consecutiva, acumulando uma perda de 7,1% no período. Na comparação com outubro do ano anterior, o número de horas pagas mostrou redução de 8,1% em outubro deste ano, a vigésima nona taxa negativa consecutiva neste tipo de confronto e a mais intensa desde o início da série histórica. 

O índice acumulado de janeiro a outubro de 2015 teve retração de 6,5%. No acumulado em doze meses, as horas pagas diminuíram 6,4% em outubro, o resultado negativo mais intenso também desde o início da série histórica. 

O valor da folha de pagamento real dos trabalhadores da indústria também diminuiu. O indicador teve queda de 0,8% em outubro ante setembro, quarto resultado negativo consecutivo, período em que acumulou redução de 5,3%.

Mais conteúdo sobre:
EmpregoIndústriaIbge

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.