Emprego na construção bate novo recorde em janeiro, aponta SindusCon-SP

Número de empregados na construção civil avançou 2,55% em janeiro e já soma 2,519 milhões de trabalhadores

Agência Estado,

29 de março de 2010 | 11h46

O número de empregados na construção civil atingiu novo recorde histórico em janeiro, com crescimento de 2,55% ante dezembro, somando 2,519 milhões de trabalhadores, de acordo com pesquisa mensal do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP) e da Fundação Getúlio Vargas (FGV). O avanço equivale à contratação de mais 62.755 trabalhadores com carteira assinada. A performance, além de recorde, indica que o setor recuperou-se da perda de 53.525 trabalhadores apurada em dezembro.

 

No acumulado de 12 meses encerrado em janeiro, o nível de emprego aumentou 11,57%, com mais 261.332 trabalhadores empregados.

 

No Estado de São Paulo, o nível de emprego na construção cresceu 2,31% em janeiro, totalizando 698.720 trabalhadores formais, outro recorde na série histórica. Em 12 meses, a elevação foi de 10,49%.

 

A partir de janeiro a pesquisa do SindusCon e da FGV passou a usar uma base de dados mais recente do Ministério do Trabalho e Emprego, a RAIS 2008 e a Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) 2.0. Até dezembro, a base da pesquisa era a RAIS 2006 e a CNAE 1.0. Também foram incorporadas novas profissões e outras antigas desapareceram.

 

Com isso, os números da nova série histórica não se comparam com os daquela feita até dezembro. Com base nos novos números, a série histórica foi recalculada para permitir a relação entre os meses de dezembro de 2009 e janeiro de 2010 e entre fevereiro do ano passado e janeiro deste ano, no comparativo de 12 meses, destaca o sindicato.

Tudo o que sabemos sobre:
empregoconstrução civil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.