Emprego na construção civil cai 1,22% em relação a 2013

Na passagem entre setembro e agosto, o índice apresentou crescimento de 0,28%, puxado pela região Nordeste

Marcelle Gutierrez, O Estado de S. Paulo

27 de outubro de 2014 | 10h39

SÃO PAULO - O nível de emprego no setor de construção civil teve leve crescimento de 0,28% em setembro em relação a agosto, com saldo positivo entre demissões e contratações de 10,015 mil trabalhadores com carteira assinada. 

Já na comparação com setembro de 2013, houve queda de 1,22%. Os números são do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP), em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Ao final de setembro, o número de trabalhadores do setor somava 3,528 milhões, contra 3,571 milhões em igual mês do ano passado.

Segundo o presidente do SindusCon-SP, José Romeu Ferraz Neto, "a queda do nível de emprego na construção, na comparação com setembro de 2013, deveu-se principalmente à menor atividade do segmento imobiliário, em consequência da desaceleração da atividade econômica como um todo".

Entre janeiro e setembro de 2014, o índice apresentou alta de 0,41%, com a criação de 14,5 mil vagas.

Na divisão por regiões, o Nordeste apresentou o maior avanço em setembro ante agosto, de 0,81%, com 6,098 mil novas vagas. Em seguida aparece o Sul, com alta de 0,44% e 2,224 novos postos; Norte, com avanço de 0,21% (511) e Sudeste, com crescimento de 0,13% e 2,310 mil novas vagas. A região Centro-Oeste, no entanto, teve recuo de 0,38%, com saldo negativo de 1,128 mil empregos.

Tudo o que sabemos sobre:
Construção civilempregos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.