Emprego na construção civil encolhe 3,92% no semestre

Pesquisa realizada pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil de São Paulo (Sinduscon-SP) revela que o nível de emprego do setor no primeiro semestre foi 3,92% menor do que nos seis primeiros meses de 2002. Isso significa que, em média, o setor perdeu, somente em São Paulo, cerca de 47 mil postos de trabalho. Na comparação entre os seis primeiros meses deste ano e os de 2001, foram eliminadas 76 mil vagas. Para o Sinduscon, o setor não deverá ter uma ampliação da oferta de emprego até 2004, principalmente por causa da falta de crédito e da renda média do brasileiro em queda. Nem mesmo a variação positiva do emprego do setor em junho pôde reverter esse quadro. Naquele mês, a construção civil brasileira apresentou ligeira elevação de 0,61% (o equivalente a 6.971 vagas a mais). A construção civil brasileira conta com cerca de 1,15 milhão de trabalhadores formais. Já em São Paulo, houve recuo de 0,28%, quando foram eliminadas 987 vagas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.