Emprego na construção em SP cresce 0,33% em novembro

O nível de emprego do setor de construção civil registrou alta de 0,33% em novembro de 2006, segundo levantamento do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP), em parceria com a FGV Projetos, divulgado nesta sexta-feira. O levantamento mostra que a elevação não ocorreu somente na capital paulista, mas também em regiões do Estado, como Bauru, Campinas, Santos e São José dos Campos. Somente em novembro foram registrados 1.363 novos contratados e, no acumulado, 416 mil postos de trabalho. Com isso, o setor verificou aumento anual de 8% no nível de emprego e alta de 6,8% no acumulado dos doze meses. A cidade de São José dos Campos foi a que registrou maior número de vagas em novembro (737), acompanhada de perto pela capital paulista, que teve 702 novas vagas (+0,35%, em comparação com outubro).Segundo comunicado enviado à imprensa, a alta surpreendeu. "O nível de emprego (no Estado de São Paulo) surpreendeu em novembro, mês em que tradicionalmente as demissões superam as contratações neste setor", informou.Entretanto, a alta se restringe ao Estado paulista. O nível de emprego na construção civil no País como um todo registrou queda de 0,62% em novembro do ano passado, em relação ao mês anterior. Com isso, informa o levantamento, foram fechados 9,6 mil empregos.Para o SindusCon-SP esse é "um comportamento típico do setor nos últimos meses do ano". Todas as regiões do País, de acordo com a entidade, apresentaram variação negativa em comparação com outubro. A região Centro-Oeste foi a que verificou a maior queda (-2,3%), com fechamento de 2.595 empregos. A menor variação foi registrada na região Sul, onde houve leve queda de 0,02% (redução de 33 vagas). O Sudeste teve baixa de 0,3%, seguido da região Norte (-0,8%) e da região Nordeste (-1,2%).No acumulado dos últimos doze meses no País, tendo o mês de novembro como encerramento, houve um incremento no nível de emprego de 7,3%, que corresponde a 104 mil novas contratações no período. O levantamento aponta ainda absorção de 135,9 mil trabalhadores no setor ao longo de 2006 até novembro. O dado indica uma elevação de 9,7% no nível de emprego em comparação com o mesmo período de 2005.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.