Emprego na indústria cai 0,6% em maio, diz IBGE

O emprego industrial foi afetado pela estagnação na produção do setor e caiu 0,6% em maio ante igual mês de 2002, segundo o IBGE. Foi a segunda taxa negativa consecutiva, após cinco meses de aumento nesse indicador. Na série livre de influências sazonais, entre maio e abril houve queda de 0,1% no contigente de trabalhadores, a quarta taxa negativa consecutiva na comparação com mês anterior. No acumulado dos cinco primeiros meses houve ligeiro crescimento de 0,2% no emprego ante igual período do ano passado, enquanto nos últimos doze meses até maio, foi registrada queda de 0,2%.A folha de pagamento real da indústria caiu 7% em maio ante igual mês do ano passado. Os técnicos do IBGE afirmam que o resultado foi um reflexo do efeito da inflação sobre o ganho real do trabalhador da indústria. Houve queda também na folha no acumulado do ano até maio (-6,9%) e nos últimos 12 meses (-4,3%, mas aumento na comparação a abril (1,7%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.