Emprego na indústria cresce 0,5% em junho

Pelo segundo mês consecutivo, o número de contratações no setor industrial superou o de demissões, na comparação mês/mês anterior, na série livre de influências sazonais, segundo divulgou o IBGE. "Em conseqüência do maior ritmo na atividade industrial em 2004", o mês de junho teve aumento de 0,5% no pessoal ocupado ante o mês anterior. Na comparação com junho do ano passado, o aumento foi de 1,6%, a segunda elevação consecutiva nessa base de comparação. Este movimento de expansão, ainda segundo o documento de divulgação do IBGE, é confirmado no índice de média móvel trimestral - considerado o principal indicador de tendência -, que aponta aumento de 0,4% entre os trimestres encerrados em junho e maio de 2004. No primeiro semestre do ano, o emprego industrial acumulou alta de apenas 0,1% ante igual período do ano passado e ainda não conseguiu reverter a taxa negativa em 12 meses, que foi de -0,6%.Folha de pagamentoApós três meses consecutivos apresentando taxas negativas, a folha de pagamento dos trabalhadores da indústria volta a crescer na série livre de influências sazonais, com aumento de 0,7% em junho ante maio. Nos demais indicadores, os resultados também foram positivos: 8,4% no índice mensal ante igual mês do ano passado; 8,9% no acumulado do primeiro semestre do ano e 3,1%, nos últimos doze meses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.