finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Emprego na indústria paulista tem melhor julho da década

Número de postos de trabalho gerados cresce quase 940% na comparação com o mesmo mês do ano passado

PAULA PULITI, Agencia Estado

15 de agosto de 2007 | 11h43

O emprego na indústria do Estado de São Paulo cresceu 0,39% em julho ante junho, segundo divulgado nesta quarta-feira, 15, pelo Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp). O resultado é o melhor para o mês desde o início da atual série histórica, no ano 2000. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, o emprego na indústria paulista teve aumento ainda maior: enquanto naquele mês haviam sido criadas apenas 903 vagas, neste ano foram geradas 8.470, um aumento de quase 940%. No ano, até julho, o emprego industrial paulista teve incremento de 4,78% ante o total de vagas registradas até dezembro de 2006. Isso significa que em 2007 foram criados 101.313 postos de trabalho.  A expectativa da entidade é que provavelmente 2007 será o melhor ano para o emprego industrial também desde o início da série, inclusive sobre 2004, que vinha sendo apontado como o melhor ano da década para a indústria até então. O diretor do Departamento de Economia do Ciesp, Boris Tabacof, afirmou que já é possível perceber que a economia brasileira se situa nos primeiros estágios de um crescimento sustentável, tendo que o crédito é o fator decisivo para esse desempenho. Tabacof destacou o papel dos financiamentos para os setores automobilístico e de construção civil, ambos com cadeias produtivas bastante longas e, por isso mesmo, com alta taxa de disseminação. Setores A pesquisa do Ciesp mostrou que o maior número de vagas foi criado no setor de material de transportes (1930 postos), seguido de máquinas e equipamentos (1902 postos) e metalurgia (1740 vagas). Entre os seis setores que apresentaram desempenho negativo em julho estão produtos alimentares (-792 postos); destilação de álcool e refino de petróleo (-280 postos) e mobiliário (-160 postos).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.