Emprego na indústria sobe 2,7% em 12 meses, indica IBGE

Segundo o instituto, no mesmo período, a folha de salário real dos trabalhadores do setor registrou alta 6,1%

Jaqueline Farid - AE,

08 de julho de 2008 | 09h46

O emprego na indústria subiu 2,7% no período de 12 meses entre maio de 2007 e de 2008. Apesar da queda deu 0,1% em maio ante abril, na série com ajuste sazonal,  de janeiro a maio deste ano, alta é de de 2,8% ante igual período do ano passado, segundo divulgou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística ( IBGE) nesta terça-feira, 8. Na comparação com maio do ano passado, houve aumento de 2,1%. A folha de salário real dos trabalhadores do setor registrou alta 6,1% em 12 meses e subiu 0,8% em maio ante abril. Na comparação com maio de 2007, o aumento foi de 7,0%, e , no acumulado de janeiro a maio, de 6,4%. O detalhamento dos resultados comparativos a maio do ano passado - período no qual o emprego na indústria cresceu 2,1% - mostra que o crescimento foi explicado, sobretudo, pelos resultados positivos em 9 dos 14 locais e em 12 dos 18 segmentos pesquisados.Entre as regiões, São Paulo (3,9%), Minas Gerais (3,5%) e Região Norte e Centro-Oeste (2,3%) exerceram os principais impactos positivos. Em sentido contrário, as principais pressões negativas vieram de Pernambuco (-4,9%) e Santa Catarina (-0,9%).Setorialmente, no total do País, os destaques positivos do emprego no indicador ante maio de 2007 foram máquinas e equipamentos (10,7%), meios de transporte (9,7%), máquinas e aparelhos eletroeletrônicos e de comunicações (12,3%), produtos de metal (8,6%) e alimentos e bebidas (2,9%). Por outro lado, os principais impactos negativos foram dados por calçados e artigos de couro (-11,9%), vestuário (-5,9%) e têxtil (-7,2%).

Tudo o que sabemos sobre:
Emprego na indústriaIBGE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.