Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Emprego na indústria volta a cair em julho

Mesmo com queda de 1,3% nas vagas, o nível de emprego em julho foi 0,4% superior ao registrado no mesmo mês de 2017

Eduardo Rodrigues, O Estado de S.Paulo

03 Setembro 2018 | 15h22

O emprego na indústria voltou a cair em julho, de acordo com dados divulgados pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). As vagas de trabalho no setor caíram 1,3% em relação a junho, já descontados os efeitos de calendário.

"Com a nova queda, o emprego acumula um recuo de 4,3% desde maio, mês da crise dos transportes", considerou o documento.

Ainda assim, o nível de emprego da indústria brasileira em julho foi 0,4% superior ao registrado no mesmo mês de 2017. Considerando o período de janeiro a julho de 2018, o emprego na indústria também foi 0,4% maior que o acumulado no mesmo período do ano passado.

Apesar da piora no emprego em julho, a massa salarial real dos trabalhadores da indústria cresceu 0,4% em relação a junho. Na comparação com julho de 2017, porém, a massa de salários paga na indústria caiu 2,9%. Considerando o período de janeiro a julho de 2018, houve um recuo de 1,0% na massa salarial em relação aos sete primeiros meses do ano passado.

O rendimento médio dos trabalhadores do setor ficou praticamente estável em julho, com redução de 0,1% em relação a junho. Ainda assim, a renda média dos funcionários das fábricas em julho foi 3,2% menor que a do mesmo mês do ano passado. No acumulado do ano, o rendimento médio recuou 1,4% ante o mesmo período de 2017. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.