Empregos formais crescem 0,73% em setembro

Foram criados 189.458 novos postos de trabalho com carteira assinada no mês de setembro. Segundo os dados divulgados hoje pelo ministério do Trabalho, a expansão é 0,73% maior que a de agosto e o melhor resultado desde junho, quando foram criados 195.536 empregos formais. De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), o resultado de setembro é o segundo melhor para meses de setembro desde o início da série, em 1992. Segundo o ministro do Trabalho, Luiz Marinho, o principal motivo para o aumento dos empregos formais foi a manutenção do nível de atividade interna, potencializada por fatores sazonais (referentes a determinadas épocas do ano) como a expansão do emprego no complexo sucro-alcoleiro. No acumulado do ano, de janeiro a setembro, foram criados 1,408 milhão de empregos formais, o que significa um crescimento de 5,72% desde o início do ano (em relação ao estoque de empregos registrado em janeiro). Nos últimos 12 meses, foram abertos 1,265 milhão de postos de trabalho, um crescimento de 5,11% em relação ao estoque de setembro do ano passado. Luiz Marinho acredita que a expansão dos empregos formais este ano deva ficar entre 1,2 milhão e 1,3 milhão. O resultado é menor do que o registrado em 2004, quando foram criados 1,5 milhão de novos empregos formais. No entanto, destacou o ministro, o resultado de 2005 só será inferior ao de 2004, mas muito superior ao dos demais anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.