Empreiteiras chinesas sofrem com vendas fracas

Mais da metade das 80 empreiteiras chinesas que publicaram seus balanços do terceiro trimestre do ano registraram prejuízos ou lucros menores. O fraco desempenho é resultado de uma redução nas vendas de moradias no três meses encerrados em setembro. Descontos oferecidos pelas imobiliárias, em vez de estimularem o mercado, só pioraram a situação, diminuindo os lucros das companhias.

Estadão Conteúdo

30 de outubro de 2014 | 03h20

Segundo a agência de classificação de risco Moody''s, as empreiteiras esperam um novo fôlego no quatro trimestre, uma vez que as vendas de moradias começam a cair de forma mais moderada, como consequência de políticas de estímulo ao setor, como regras mais frouxas para tomada de empréstimos habitacionais.

De acordo com o vice-presidente da Moody''s na China, Kaven Tsang, as vendas de moradias devem encerrar o ano de 2014 com um recuo entre 5% e 10% em relação a 2013, um pouco melhor do que o declínio recorde verificado nos primeiros nove meses do ano ante igual período do ano passado, de 10,8%. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinaconst

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.