Empresa acusa designer de fraude

O Facebook divulgou ontem 200 e-mails que seu atual presidente, Mark Zuckerbeg, na época aluno de Harvard, trocou com um designer que reivindica nos tribunais metade da popular rede social, em uma tentativa de desmontar um processo que começou em 2010.

O Estado de S.Paulo

28 de março de 2012 | 03h04

Os advogados do Facebook apresentaram, perante um tribunal de Nova York, um pedido para que o caso apresentado por Paul Ceglia seja anulado. No processo, apresentado em 2010, Ceglia incluiu parte das mensagens que garante ter enviado a Zuckerberg em Harvard.

O Facebook argumenta que o suposto contrato apresentado por Ceglia para reivindicar metade da rede social é falso e acusa o designer de ter falsificado alguns dos e-mails, e por isso considera que o processo é uma "fraude" em sua totalidade. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.