finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Empresa ainda tenta recompor preços defasados

O gerente de Relacionamento com Investidores da Petrobrás, Helder Leite, disse que a companhia segue trabalhando para a redução da defasagem entre os preços domésticos e internacionais. Segundo ele, essa é uma das condições para que a empresa atinja sua meta de investimentos até 2017. "Estamos trabalhando com essa premissa, de (os preços) estarem alinhados com o mercado internacional. Se isso não se realizar, temos que reeditar o plano", afirmou. A companhia pretende investir, de 2013 a 2017, US$ 165 bilhões por meio da geração de caixa. Questionado por investidores sobre a ingerência política na condução da Petrobrás, respondeu que a empresa não é "subordinada a A, B ou C". "Temos pressão, mas isso é normal no nosso dia", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.