Empresa americana formaliza ao Cade interesse pela Garoto

A norte-americana Mars, dona das marcas de chocolates M&M´s, Twix, Snickers e das balas Skittles, entregou hoje ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) documento formalizando seu interesse em adquirir a Chocolates Garoto. O interesse da empresa é adquirir a estrutura e o portfólio completo da Garoto.O diretor-executivo da empresa, Filipe Ferreira, disse em comunicado que a Mars pretende manter a estrutura atual da Garoto, incluindo a fábrica de Vila Velha (ES), "que está estrategicamente localizada", e a cadeia de distribuição nacional. "São recursos que agregariam diversos benefícios à atual estrutura da Mars no Brasil", afirmou.A empresa dos EUA informou que tem a seu favor capacidade de investimento e o fato de deter participação no mercado de chocolates inferior a 20%, mas ressalva que ainda faltam informações detalhadas para sustentar uma proposta de compra."Com esta manifestação perante o Cade, queremos deixar clara nossa intenção em participar desta venda. Hoje, no mercado, há muita especulação, portanto quisemos formalizar nosso interesse, reforçando nossa disposição de continuar investindo na indústria brasileira", comunicou a Mars, que no Brasil opera sob o nome comercial Masterfoods South America.NegociaçõesA multinacional suíça Nestlé comprou a Garoto em fevereiro de 2002, mas a transação foi barrada pelo Cade dois anos depois, quando foi determinada a descontinuidade da incorporação. A Nestlé ainda tenta a reapreciação do conselho e fez proposta de venda de parte dos ativos para continuar com a controlada. A compra da Garoto daria à Nestlé a liderança absoluta no mercado brasileiro de chocolates.Pela determinação inicial do Cade, a Nestlé teria de achar um novo comprador até julho de 2004. A venda da Garoto havia sido motivada por uma briga entre os controladores da empresa: as famílias Zenning, que detinham 60% da Garoto, e a Meyerfreund, que possuía o restante.A fábrica da Garoto em Vila Velha (ES) tem capacidade produtiva de 140 mil toneladas anuais. A empresa possui ainda seis escritórios regionais, três centros de distribuição próprios e 42 distribuidores, além de escritórios internacionais - a Garoto Argentina e a Garoto América - situados, respectivamente, em Buenos Aires e Chicago (EUA).Cerca de 60% das exportações de chocolate do Brasil estão nas mãos da Garoto, que remete seus produtos para mais de 45 países, principalmente Estados Unidos e Argentina. O Mercosul é destino de mais de 30% de suas vendas externas, sendo que lidera no mercado uruguaio de chocolates.A Masterfoods South America, presente no País há 26 anos, possui sede em Guararema (SP) e fábricas em Guararema, Abreu e Lima (PE), Mogi Mirim (SP) e Mercedes (Argentina). Além dos chocolates e confeitos, a empresa atua nos mercados de produtos para animais de estimação, com marcas como Pedigree, Froli e Whiskas, e alimentos, com Uncle Ben´s, Ráris, Linguanotto e Castellari.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.