Empresa da Cosan compra 50 locomotivas da GE por US$ 130 mi

Rumo Logística, da Cosan, vai transportar açúcar do interior paulista ao porto de Santos em parceria com a ALL

Eduardo Magossi, da Agência Estado

07 de janeiro de 2010 | 19h38

A Rumo Logística, braço da Cosan, assinou contrato para adquirir 50 locomotivas da General Eletric por US$ 130 milhões. A aquisição foi fechada durante visita do presidente da GE, Jeffrey Immelt, ao Brasil, nesta semana. As locomotivas serão utilizadas para transportar açúcar do interior paulista até o porto de Santos através de um acordo de parceria entre a Rumo e a ALL, fechada no final de 2009.

 

A informação é do presidente da Rumo Logística, Júlio Fontana Neto. Segundo ele, a previsão inicial era comprar 79 locomotivas usadas e reformá-las, mas optou-se pela compra de 50 locomotivas novas, do modelo AC44, de 4.400 HP. A entrega das locomotivas terá início entre abril e maio e seguirá em entregas graduais até março de 2011. "A compra das locomotivas faz parte do projeto da Rumo de exportar até 10 milhões de toneladas de açúcar até 2014", disse Fontana.

 

Deste total, de 30% a 35% deve ser de produto da Cosan e o restante virá de terceiros. "Iremos vender serviços de transporte para outros clientes que podem ser tradings e outras usinas", disse. Segundo ele, os recursos para a compra vieram do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). "As linhas já foram aprovadas em conjunto com o projeto da ALL", disse ele.

 

Além das 50 locomotivas, a Rumo também já fechou a compra de 729 vagões para o transporte do açúcar. "Será a primeira vez que o açúcar será transportado em vagões desta forma", disse ele. A encomenda de vagões foi feita para a Random e para a Amsterd Maxion, do grupo Iochpe Maxion a um custo total em torno de US$ 120 milhões.

 

No total, será investido R$ 1,2 bilhão no projeto pela Rumo. Em contrapartida, a ALL garantirá prestações de serviços de transporte garantindo tarifas competitivas para a Rumo. Estes investimentos no sistema ferroviária estão divididos em R$535 milhões na duplicação, ampliação e melhoria da via permanente e pátios do corredor ferroviário Bauru-Santos/SP, possibilitando forte aumento da sua capacidade operacional; R$ 435 milhões na aquisição de locomotivas e vagões HPT com capacidade de 30 toneladas/eixo; e R$ 206 milhões na construção e ampliação dos terminais portuários.

Tudo o que sabemos sobre:
CosanaquisiçãolocomotivaGE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.