Empresa não prevê mais cortes

O diretor de Finanças da Vale, Fábio Barbosa, disse ontem que, no cenário atual, a empresa não vislumbra novas demissões. Ele ressaltou que, pelo acordo assinado entre a Vale e 15 sindicatos, 125 empregados entrarão em férias remuneradas em Minas Gerais e ficarão em casa até 31 de maio, com garantia de manutenção de emprego até essa data.No fim do ano passado, a empresa anunciou demissões de 1,33 mil funcionários e férias coletivas de outros 5,5 mil nas unidades no País e no exterior. Barbosa preferiu lembrar, porém, que, no ano passado, a Vale contratou 5,47 mil empregados no mundo inteiro, sendo 5 mil novos funcionários somente no Brasil, e argumentou que o número de pessoas demitidas era bem inferior ao de novos contratados. ''Não estamos contemplando demissões'', afirmou, avaliando que houve um ajuste localizado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.