Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Empresa oferece tarifa especial a cliente da Mexicana

A Aeromexico e outras companhias aéreas mexicanas começaram a oferecer tarifas especiais para detentores de tíquetes de voos da companhia Mexicana, que suspendeu todos os seus voos hoje, em meio a uma grave crise financeira.

AE, Agencia Estado

28 de agosto de 2010 | 17h49

Em nota, a Aeromexico disse que estão sendo oferecidos voos desde ontem até 20 de setembro para rotas que coincidem com as da Mexicana. Entretanto, a empresa informou que tais passageiros estarão sujeitos a listas de espera.

As companhias áreas de voos mais baratos, como Interjet e Volaris, disseram, em nota postada na internet, que também oferecerão tarifas especiais para os passageiros da Mexicana.

O Grupo Mexicana, que controla a Mexicana de Aviación e as companhias de voos domésticos Mexicana Click e Mexicana Link, suspendeu todos os seus voos a partir do meio-dia de hoje, pelo horário local. Os itinerários haviam sido reduzidos desde o início de agosto, quando a Mexicana de Aviación entrou com pedido de concordata no México e nos Estados Unidos.

A Aeromexico, segunda maior companhia aérea do país depois da Mexicana, tem voos para os Estados Unidos, Costa Rica, Colômbia, Brasil, Argentina, Espanha e Cuba. A companhia está acrescentando mais voos entre alguns dos principais destinos domésticos e a Cidade do México.

A Mexicana informou ontem que os voos estavam sendo suspensos por um período indeterminado, já que o grupo de investimentos que assumiu o controle da companhia aérea há uma semana ainda não conseguiu assegurar os compromissos de investimentos na empresa.

A Mexicana disse que sua situação piorou ao manter voos sem a venda de novos tíquetes e que vários fornecedores cobram pagamentos por bens e serviços já vendidos à companhia. Autoridades do governo do México disseram ontem que o pedido de proteção judicial está mantido, assim como a busca por potenciais compradores da companhia aérea. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.