Empresa russa assume corte de petróleo para Bielo-Rússia

A empresa russa Transneft admitiu nesta segunda-feira ter interrompido as exportações de petróleo para a Bielo-Rússia, em uma ação que parou o fornecimento para Polônia e Alemanha. O vice-presidente da companhia, Sergei Grigoryev, disse à Reuters que a Transneft foi forçada a agir porque a Bielo-Rússia estava desviando petróleo para assegurar o pagamento em espécie por uma tarifa que tinha imposto ilegalmente. "O lado bielo-russo começou a tomar petróleo em trânsito em lugar do pagamento da nova tarifa que tinha imposto ilegalmente", disse Grigoryev. "Nós, portanto, reduzimos o fornecimento, igual ao montante que estava sendo tomado. Sendo assim, atingimos o ponto em que foi preciso interromper o abastecimento completamente." Grigoryev acrescentou que ele esperava um diálogo para resolver a situação que começou na terça-feira passada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.