finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Empresa sobe da 7ª para a 5ª posição no ranking

A descoberta de grande quantidade de petrólelo na área de Tupi, na Bacia de Campos, estimada entre 5 bilhões e 8 bilhões de barris, fará a Petrobrás ganhar posições no ranking das maiores petrolíferas do mundo em quantidade de reserva disponível. Levando em conta a participação de 65% no bloco, a Petrobrás adicionará até 5,2 bilhões de barris às reservas atuais de 11,5 bilhões. Com isso, saltará da sétima para a quinta colocação na lista de empresas do setor com o capital aberto.Confirmado o potencial máximo de 8 bilhões para o bloco, a empresa brasileira ultrapassaria a Shell, quinta colocada, com reservas de 12,7 bilhões, e a quarta, Chevron, com teservas de 12,1 bilhões. O ranking de empresas consta de apresentação da Petrobrás, com base em dados da Evaluate Energy e relatórios das empresas. Ficaria, ainda, contudo, atrás da Exxon Mobil (22,8 bilhões), Lukoil (20,4 bilhões), PetroChina (18,5 bilhões) e BP (17,4 bilhões). Os dados referem-se a empresas listadas em bolsa do setor."Nesse indicador, de reservas, certamente a Petrobrás ganhará posições na comparação com as outras companhias", disse o pesquisador da Coordenação dos Programas de Pós-graduação de Engenharia da UFRJ, Giuseppe Bacoccoli.Com base num ranking feito há dois meses pelo Credit Suisse, com infromações da Security Exchange Comission (SEC), órgão regulador do mercado de capitais americano, a companhia brasileira ficaria na terceia colocação, atrás, apenas, da ExxonMobil e da BP, e à frente de grupos como Shell, Conoco Philips, Total, Statoil, Repsol, dentre outras companhias. A Petrobrás participa com 65% do bloco. A British Gas (BG) tem 25% do bloco e a Petrogal , os 10% restantes.Bacoccoli também estima que, apenas com essa descoberta, as reservas do País deverão crescer pelo menos 50%. Ele diz, porém, que a exploração dessa reserva exigirá grandes investimentos no curto prazo. Segundo o geólogo, o óleo encontrado é de boa qualidade.Mas o que impressiona, realmente, comenta, é o volume anunciado pela companhia, suficiente para "garantir a sustentabilidade da auto suficiência no longo prazo".Ainda assim, num primeiro momento, o País ainda ficará, levando em conta estes volumes, distante dos principais produtores de petróleo do mundo. Ranking da Petrobrás mostra que a reservas do Brasil saltariam de 12,2 bilhões de barris para perto de 20 bilhões de barris com a área de Tupi. Isso permitiria ao País avançar da 17ª colocação em termos de reservas para a 12ª, passando à frente do México, EUA e Canadá.A questão é que ficaria ainda distante do primeiro time de países em termos de reservas. O cenário dos três primeiros colocados no ranking é o seguinte: Arábia Saudita (264,3 bilhões), Irã (137,5 bilhões), Iraque (115 bilhões) e Kuwait (101,5 bilhões). Venezuela e Rússia têm reservas de 80 bilhões de barris.COLABOROU JACQUELINE FARID

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.