Empresário admite que categoria tem complexo de inferioridade

O empresário Roberto Teixeira da Costa fez hoje um "mea culpa" ao criticar a falta de confiança do setor privado no potencial econômico do País e disse que os empresários brasileiros têm complexo de inferioridade. Ele também condenou as bruscas oscilações do mercado financeiro.Para ele, a confiança é uma questão central no Brasil, mas não existem iniciativas que permitam despertar esse sentimento em parte do empresariado. "Nós (empresários) não temos confiança em nós mesmos. Quando olhamos que as coisas estão melhorando, vem o primeiro sopro negativo de fora e mudamos de atitude, mudamos nosso comportamento", reclamou, durante seminário em São Paulo. Ele disse que há setores produtivos que começaram a mostrar sensível melhora nos últimos meses, mas ninguém se lembra disso, ou pelo menos ninguém fala sobre essa reação. Além do setor produtivo, Teixeira da Costa também atacou o mercado financeiro. "O que eram verdades há 60 dias passam a ser dúvidas. Não é possível que coisas sobre as quais estamos tão convencidos, de que estamos no caminho certo, passem a ser (de uma hora para outra) questionadas", afirmou. "Imaginar que a taxa de juros nos Estados Unidos vai subir... pode até triplicar... Mas isso aqui vira um caos. É incrível", criticou.Para o empresário, o mercado financeiro demonstra volatilidade para qualquer notícia que chega do Exterior e citou o caso da China. "Se a China vai crescer 7% ou 8% ao ano, abaixo dos 10% que vinha crescendo, não é um problema, mas parece ter virado", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.