Empresário alerta para estrangulamento da infra-estrutura

O vice-presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), José de Freitas Mascarenhas, alertou hoje para o potencial crescimento "vertiginoso" dos custos das empresas em função do estrangulamento da infra-estrutura do País. Segundo ele, muitos negócios poderão ficar inviabilizados por esse aumento de custos. A advertência foi feita pelo empresário da Odebrecht ao comentar as perspectivas de que esgotamento da infra-estrutura no próximo ano.Para o empresário, apenas o setor de telecomunicações está preparado para atender uma demanda crescente. O diretor da Embratel Dilio Penedo confirmou essa expectativa, dizendo que há 10 milhões de linhas de telefonia fixa sem uso atualmente no País, já que houve um superdimensionamento da demanda pelas empresas do setor.Ao comentar a falta de recursos públicos para novos investimentos em infra-estrutura, Mascarenhas recomendou que não se deposite expectativas exageradas na aprovação das Parcerias Público Privadas (PPP). "Quando sair, vai sair muito limitado. Tem capacidade (de investimentos) substancialmente menor do que o governo espera para resolver problemas", disse o empresário.A partir da experiência do Reino Unido, onde há a PPP, é preciso um ano entre o início de um projeto e a obtenção do financiamento. No caso brasileiro, após a aprovação da lei, será preciso estabelecer a legislação complementar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.