coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Empresário elogia Mercadante e prevê instabilidade

O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Embalagens Flexíveis (Abief), Sérgio Haberfeld, afirmou que a vitória do PT na eleição de outubro à Presidência não é o que trará instabilidade econômica no próximo ano, que será, sim, conturbado. "Não é o PT que assusta, é a mudança. Foram oito anos de um governo, algo que nunca aconteceu na história do País. Qualquer um que ganhe, mesmo o Serra (José Serra, pré-candidato do PSDB, partido do governo), haverá instabilidade, porque haverá mudança", analisou. "E ninguém gosta da instabilidade", completou Haberfeld, também presidente do Conselho de Administração da Dixie-Toga, maior fabricante brasileira de embalagens.Sérgio Haberfeld elogiou o PT e afirmou que o economista Aloizio Mercadante, deputado federal e um dos colaboradores do plano de governo do partido, é o político mais preparado entre os elaboradores de programas de governo dos pré-candidatos à Presidência. "O mais preparado é o Mercadante. O PT trabalhou bem, fez sua lição de casa. Ele (Mercadante) demonstrou entender de muitos assuntos e mais ainda de Alca, sabendo inclusive detalhes comerciais e do Congresso dos EUA que só negociadores costumam saber", disse Haberfeld.Mercadante participou do seminário "Alca: cada vez mais próxima", junto com Luiz Paulo Vellozo Lucas (PSDB), prefeito de Vitória e coordenador do plano de governo do pré-candidato tucano José Serra, e Tito Ryff, colaborador do plano de governo do PSB do pré-candidato Anthony Garotinho. Haberfeld afirmou ainda que o preparo de Mercadante assusta e acalma ao mesmo tempo. "Assusta porque os outros não se mostraram tão preparados quanto ele; e dá certa tranqüilidade de que se entrar o PT não vai haver nenhuma ´mortandade infantil´", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.