R$ 1,57 bi

E-Investidor: Tesouro Direto atrai mais jovens e bate recorde de captação

Empresários mostram disposição para investir na América Latina

As autoridades econômicas da América Latina pediram na terça-feira aos empresários que mantenham seus projetos de investimento na região, apesar da crise econômica global, e alguns deles se comprometeram a continuar seus planos de negócios.

JAVIER MOZZO PEÑA, REUTERS

31 de março de 2009 | 21h26

O presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Luis Alberto Moreno, disse que a crise gera oportunidades de crescer todas as vezes que os empresários são audazes.

"Este é o momento da audácia e de pensar grande... poucas vezes na América Latina houve uma oportunidade tão grande, e nisso há um grande reflexo na ISA", disse Moreno em um foro empresarial.

Moreno se referiu aos planos expostos por Luis Fernando Alarcón, presidente da estatal colombiana ISA, para ampliar a interconexão elétrica com o Brasil, formar uma rede de transporte de dados por fibra ótica na região e construir estradas na Colômbia.

Apesar do pessimismo e dos temores de recessão, representantes das brasileiras Norberto Odebrecht e Grupo Synergy disseram que seus projetos na América Latina estão mantidos.

O empresário brasileiro Germán Efromovich, que com o seu Grupo Synergy adquiriu recentemente a companhia aérea colombiana Avianca, anunciou planos para ampliar suas operações de petróleo na Colômbia e de entrar no ramo de biocombustíveis.

Efromovich disse no evento que um plano de 6 bilhões de dólares para renovar a frota da Avianca e da brasileira Ocean Air até 2015 está mantido.

Analistas dizem que, na última década, os empresários se prepararam e se fortaleceram, diversificando investimentos, se abrindo ao capital estrangeiro e limpando seus balanços, o que agora os deixa com dinheiro em caixa para enfrentar a tempestade.

Tudo o que sabemos sobre:
CRISEALATINAEMPRESARIOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.