Empresários pedem a Dirceu queda dos juros e alta do dólar

Empresários ligados ao Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi) pediram hoje, em encontro com o ministro da Casa Civil, José Dirceu, redução dos juros e alta do dólar para garantir a competitividade das exportações. "Todos os países que registraram crescimento econômico nos últimos tempos estão voltados para as exportações e a base está em câmbio e juros", disse o presidente da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), Benjamin Steinbruch, que considerou bom o encontro.Segundo ele, o fundamental é que o dólar tenha uma valorização "devagar e consistente". "O importante é que não volte para trás e que o câmbio se posicione sem o risco de trazer de volta a inflação", afirmou. "Se o dólar bate em R$ 3 e de pois volta a R$ 2,80, isso é o que mais nos prejudica".O encontro reuniu 30 empresários e durou cerca de três horas. O ministro evitou dar detalhes sobre a conversa. O presidente do Iedi, Ivoncy Ioschpe, pediu aos jornalistas que lhe telefonassem mais tarde, alegando pressa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.