Empresas aéreas aumentam tarifas em 11,4%

Três das principais companhias aéreas domésticas, Varig, TAM e Vasp, reajustaram as tarifas em 11%, em média. Foi o segundo reajuste num período de dois meses, já que em junho elas já tinham aplicado aumento médio de 8%. As empresas estão repassando ao consumidor parte do aumento de gastos decorrente da variação do dólar, que incide sobre no mínimo 40% dos custos da aviação. A Gol ainda estuda a possibilidade de elevar os preços.A Varig reajustou as tarifas em 11,4% a partir de hoje, mas baixou em 21% a tarifa da ponte-aérea Rio-São Paulo (Congonhas-Santos Dumont). Até 30 de agosto, a Rio Sul (subsidiária da Varig) cobrará R$ 219 no trecho. O mesmo preço está sendo cobrado pela TAM. Ela reajustou os preços em 11,3% em vários trechos no último sábado.Já a Vasp está aplicando um aumento de 11,19% a partir de hoje, válido para todas as rotas. Na ponte-aérea Rio São-Paulo, o reajuste da Vasp foi de 13%, fazendo com que a tarifa no trecho pulasse para R$ 169.

Agencia Estado,

22 de julho de 2002 | 12h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.