Empresas brasileiras são mais rentáveis que as dos EUA

A vigorosa onda de crescimento mundial turbinou a rentabilidade das empresas brasileiras e melhorou sua capacidade de investimento. No ano passado, o retorno sobre o patrimônio líquido das companhias negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) atingiu 16,02% e superou até mesmo a taxa das americanas (14,6%). No caso do setor financeiro, por exemplo, o retorno foi quase o dobro do verificado nas instituições dos Estados Unidos: 19,6% ante 11,5%.Mas, apesar de registrar a maior diferença em relação às instituições americanas, não foi o setor financeiro o campeão de rentabilidade em 2007. Segundo levantamento da empresa de informações financeiras Economática, o setor de siderurgia e metalurgia registrou o maior retorno sobre o patrimônio líquido entre todos os segmentos. A rentabilidade das empresas bateu 31,3% em 2007 e ficou à frente do setor de petróleo, com 31%, e de mineração, 27,5%.Segundo o presidente da Economática, Fernando Exel, apesar de a temporada de balanços não ter chegado ao fim, os números das empresas brasileiras já apontam para um recorde de rentabilidade em 2007. ?Essas empresas (de capital aberto) são um brinco e o mercado mundial está descobrindo agora a qualidade delas?, diz o diretor-executivo do Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi), Júlio Sérgio Gomes de Almeida. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.