Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Empresas brasileiras têm plano para avançar na Argentina, diz jornal

Cronista diz que CNI recomenda compra de empresas para driblar dificuldades com exportação.

BBC Brasil, BBC

28 de novembro de 2007 | 08h45

Um estudo reservado da Confederação Nacional da Indústria (CNI) revela um plano dos empresários brasileiros para avançar no mercado argentino aproveitando "o potencial de crescimento" local, segundo afirma reportagem publicada nesta quarta-feira pelo diário econômico argentino El Cronista Comercial.O jornal diz que "não foi por casualidade que os empresários brasileiros compraram grandes empresas argentinas como Quilmes, Alpargatas, Loma Negra ou Perez Companc".O jornal diz ter tido acesso ao relatório da CNI, que "inclui detalhes sobre os setores da economia argentina nos quais os interesses industriais brasileiros parecem consolidados (como o químico ou o eletrônico) e aqueles nos quais temem ser deslocados pela competição de terceiros países, como a China".Neste segundo grupo, segundo a reportagem, estariam os setores têxtil, de calçados e roupas.O Cronista também relata que o documento expõe a queixa dos exportadores brasileiros sobre as dificuldades para entrar no mercado argentino, por problemas relacionados ao excesso de burocracia, falta de informações aduaneiras, barreiras para-tarifárias e a instabilidade das regras de importação."Por isso, o texto conclui que 'a ampliação das exportações brasileiras à Argentina exige maiores esforços na ampliação dos laços de investimento'. Ou seja, mais compras de empresas", diz a reportagem.O jornal diz que, segundo o relatório da CNI, "a vantagem desse método é que 'permite crescer e desenvolver o produto junto aos clientes'". "Por isso, recomenda especialmente 'as empresas que produzem insumos industriais diferenciados' ou aquelas 'cujos custos e tempos de logística pesem mais no custo final'".Como conseqüência dessa estratégia, segundo a reportagem, "no ano passado os investimentos brasileiros no exterior superaram pela primeira vez em montante os desembolsos estrangeiros no país".Segundo o jornal, o relatório, intitulado "Projeto Brasil e Argentina 2015", será divulgado oficialmente em um seminário em fevereiro.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.