Empresas britânicas ´tiraram proveito do Iraque´, diz estudo

As empresas britânicas se beneficiaram em pelo menos 1,595 bilhão de euros desde que as forças da coalizão derrotaram o ex-ditador iraquiano, Saddam Hussein, há três anos. A afirmação foi feita nesta segunda-feira pelo jornal The Independent, que levantou os dados juntamente do grupo independente "Corporate Watch".De acordo com a análise, bancos, empresas de serviços de segurança, petrolíferas, estúdios de arquitetura e grupos dedicados ao planejamento urbana "tiraram proveito no Iraque".Entre as que maiores receitas obtidas está a Amec, que obteve cerca de 725 milhões de euros por uma série de contratos para instalar sistemas elétricos e a manutenção dos geradores de energia nos últimos dois anos.Aegis, que fornece segurança privada, ganhou mais de 356 milhões de euros por um contrato de três anos com o Pentágono para coordenar as companhias militares e de segurança no Iraque, acrescentou o jornal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.