finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Empresas de energia serão beneficiadas com câmbio da China

O ajuste da moeda chinesa deve produzir efeito positivo para uma série de indústrias norte-americanas, incluindo grandes exportadoras e fabricantes de produtos industriais. "Qualquer empresa que exporte pode ser beneficiada porque nossos bens tornam-se mais competitivos, já que a moeda deles sobe e a nossa cai, em base relativa", disse Barry Hyman, estrategista de ações da Ehrenkrantz King Nussbaum. Para o mercado acionário de modo geral, a mudança promovida pela China é muito modesta e em grande parte simbólica; e ajuda a aliviar as preocupações com o protecionismo, o que é bom para o mercado", disse Henry Dickson, estrategista de investimento da Lehman Brothers.Companhias de energia como Exxon Mobil, Amerada Hess e Chevron devem ser as mais beneficiadas, porque o petróleo é cotado em dólar e com o ajuste a China será capaz de importar energia por um preço menor. Empresas como Coca-Cola, Procter & Gamble e Colgate-Palmolive podem ser beneficiadas. Caterpillar, Honeywell e General Electric estão entre outras beneficiadas.Setores prejudicadosJá no setor de tecnologia, o efeito pode ser divergente. Tais empresas podem ser beneficiadas quando na condição de exportadoras, mas prejudicadas por potencial aumento nos custos de produção no oriente. Algumas empresas podem optar por trazer de volta aos EUA parte de sua produção, o que ajudaria a economia dos EUA e o mercado de ações. As que continuarem a produzir no exterior terão de absorver os custos mais elevados. Companhias como a Intel, a Cisco e a Applied Materials terão de fazer uma escolha.Por outro lado, as companhias que importam um elevado volume de bens da China podem ser prejudicadas. Os produtos que a China exporta podem custar menos e ter efeito sobre os concorrentes. Entre os grupos que podem ser prejudicados estão o setor de aço. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

21 de julho de 2005 | 12h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.