Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Empresas de leasing querem aviões de volta

A GE Commercial Aviation Services (Gecas), divisão de leasing (arrendamento) de aviões da General Electric, entrou esta semana na Justiça de Nova York com uma ação de cobrança referente à última parcela do aluguel de dois aviões que estavam em uso pela BRA. A empresa está entrando também na Justiça brasileira para arrestar as aeronaves. Movimento similar deve ser adotado pelas demais empresas de leasing, como a International Lease Finance Corporation (ILFC).Da frota de dez Boeings da BRA, pertencem à Gecas um Boeing 767-300 e um 737-400. O atraso do pagamento do arrendamento nos últimos dias levou a Gecas também a cancelar os planos de leasing de dois aviões da Embraer, previstos para serem entregues à BRA já no segundo semestre de 2008.Diante da escassez de aviões no mercado internacional, os Boeings da BRA já estão sendo cobiçados pela nova Varig (VRG), agora controlada pela Gol, e também pela velha Varig, rebatizada de Flex. O arresto de aviões por parte da Gecas e de empresas de leasing já levou a quebra, no Brasil, da Transbrasil.Com uma dívida de US$ 100 milhões com bancos e empresas de leasing, a BRA não tinha mais recursos para pagar os custos básicos do dia-a-dia operacional, como combustível e tarifas aeroportuárias. A empresa estava em dia com os impostos e os salários de seus 1.100 funcionários.

Mariana Barbosa, O Estadao de S.Paulo

07 de novembro de 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.