Empresas dizem que operações na Nigéria estão normais

Um porta-voz da unidade da Total S.A. na Nigéria informou que a produção de petróleo cru pela empresa não foi afetada ainda pela greve geral que atinge o país. "Não houve impacto nas operações ainda e toda a equipe está trabalhando no momento", declarou. A capacidade de produção da Total na Nigéria é de 140 mil barris por dia. A Shell Development Peroleum, unidade da Royal Dutch/Shell na Nigéria, informou, por meio de um porta-voz, que tomou todas as medidas necessárias para manter as suas operações dentro da normalidade tanto nos campos como nos terminais petrolíferos. A Shell responde por cerca de metade da produção de petróleo da Nigéria. A Nigéria exporta aproximadamente 2 milhões de barris por dia. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

07 Julho 2003 | 11h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.