Empresas e gráficos criam banco de empregos virtual

Oito entidades de empresários e trabalhadores lideradas pela Associação Brasileira das Indústrias Gráficas (Abigraf) e pelo Sindicato das Indústrias Gráficas no Estado de São Paulo (Sindigraf) lançaram hoje um banco de empregos na internet. Segundo representantes do setor, a iniciativa reflete a tentativa de manter o nível de emprego no segmento que vive uma de suas mais graves crises financeiras, motivada essencialmente pela baixa atividade econômica do País e a conseqüente retração dos pedidos em carteira.A Abigraf e o Sindigraf estimam que apesar dessa conjuntura, o emprego deverá se manter estável em 2003, com uma oscilação de 1% para mais ou para menos, dentro do contingente de 90 mil empregados no Estado de São Paulo.De acordo com o presidente do Sindigraf, Sílvio Isola, o banco de dados, disponível nos sites www.abigraf.org.br e www.sindigraf.org.br, deverá contar, na etapa inicial, com a inserção de cerca de 2 mil dados fornecidos por demandas de empresas e ofertas de trabalhadores, com seus currículos."Em tempos de crise é muito difícil uma empresa pensar em contratação. Por isso criamos uma ferramenta para executar a procura de profissionais de uma forma barata, facilitando bem trabalho de recursos humanos para procura", explica.O sistema possui uma série de filtros para qualificar os trabalhadores e localizar, regionalmente dentro do Estado de São Paulo, quais demandas apresentam as cerca de 6 mil indústrias gráficas do Estado."Identificamos, por exemplo, que algumas indústrias fecharam na cidade de São Paulo e abriram em Bauru, no interior do Estado, por conta da guerra fiscal. Ali, percebemos não só o desenvolvimento regionalizado, mas também identificamos as necessidades de mão-de-obra na região", explica.Cientes do êxodo industrial vivido na região metropolitana de São Paulo, os organizadores do banco de empregos incluíram uma opção de resposta se o trabalhador que se oferece ao mercado está disposto a sair de São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.