Empresas farão pedido de seguro-desemprego somente pela internet a partir de 2015

Governo exigirá preenchimento online de guias de seguro-desemprego e dispensa de funcionários

Agência Estado

10 de outubro de 2014 | 11h46

A partir de julho de 2015, as empresas só poderão preencher o requerimento do seguro-desemprego e a comunicação de dispensa de funcionários pela internet.

A resolução foi publicada nesta sexta-feira, 10, no Diário Oficial da União, após decisão do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat), órgão que reúne representantes do governo, dos trabalhadores e dos patrões.

Para fazer o pedido de seguro-desemprego, os empregadores deverão utilizar o aplicativo "Empregador Web" no portal "Mais Emprego", do Ministério do Trabalho. Segundo o Codefat, o objetivo é modernizar a gestão pública, ao se adotar procedimentos mais ágeis e seguros.

As empresas terão até o dia 1º de julho do ano que vem para se adequar. Até lá, o Ministério do Trabalho aceitará os formulários impressos em gráficas (guias verde e marrom). Depois desse prazo, essas solicitações só poderão ser feitas por meio do site maisemprego.mte.gov.br.

Tudo o que sabemos sobre:
seguro-desemprego

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.