Empresas ignoram segmento hiperpopular

O Nano, carro de US$ 2,5 mil (R$ 4,5 mil) da indiana Tata lançado na semana passada em Nova Delhi não terá concorrente no curto prazo, se depender das principais montadoras que participam do Salão de Detroit. "Não temos planos para um carro nessa faixa de preço??, informou o vice-presidente da área de finanças da General Motors, Fritz Henderson. "Já temos modelos baratos no Brasil e na China", acrescentou. O veículo mais barato feito pela GM na China é o Wuling, que custa US$ 4 mil (R$ 7,2 mil). No Brasil, o mais em conta até o momento é o Celta, na faixa de US$ 13,8 (cerca de R$ 25 mil mil).O presidente da Ford para as Americas, Mark Fields, também citou o Brasil para falar do carro de baixo custo da marca, o novo Ka, que terá preço na casa de R$ 25 mil. "Não planejamos um carro como o da Tata."Martin Winterkorn, presidente mundial da Volkswagen, disse ainda que a montadora tem vários projetos de carros baratos, mas todos custarão "mais de US$ 2,5 mil.""No momento, não temos nenhum projeto??, disse o vice-presidente internacional de vendas da Chrysler, Michael Manley. Por enquanto, a única empresa disposta a enfrentar a Tata é a Renault. A empresa está pensando em participar de joint venture com a indiana Bajaj para fabricar, na Índia, um concorrente do Nano que custaria aproximadamente US$ 3 mil (R$ 5,4 mil).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.