Empresas internacionais disputam usina no Iraque

O Iraque informou neste domingo que quatro companhias internacionais submeteram propostas para construir uma usina de energia elétrica de 500 megawatt, movida a gás, em Samawa, ao sul do país. "As quatro empresas são Gama, da Turquia; Metka, da Grécia, Daewoo, da Coreia do Sul, e Arab Contractors, do Egito", afirmou o ministro da Energia Elétrica do Iraque, Musaab Al Mudaris.

NALU FERNANDES, Agencia Estado

22 de abril de 2012 | 10h25

O comitê do Ministério para o leilão irá estudar as quatro propostas e fará uma recomendação em duas semanas, afirmou ele. "Uma destas companhias ganhará o contrato", disse.

Al Mudaris afirmou que o projeto estará concluído em 18 meses, a partir do início dos trabalhos. As turbinas para a usina já foram compradas da General Electric (GE) pelo governo iraquiano, citou o ministro.

O Iraque sofre de escassez aguda de energia e espera, ao menos, dobrar sua capacidade de geração de energia elétrica, que está em apenas 6.500 MW, menos da metade das necessidades atuais de energia do país.

No ano passado, o ministério abriu concorrência para a construção de sete grandes usinas de energia elétrica no país que poderiam aumentar a capacidade de geração em 4.000 MW. Parte destes projetos foi ofertada no início do ano. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
energiaIraque

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.