Empresas perdem R$ 1 trilhão em valor de mercado no ano

Companhias brasileiras listadas na Bolsa de Valores de São Paulo perdem quase 50% de seu valor em ações

Da Redação,

27 de outubro de 2008 | 13h16

As empresas brasileiras com ações na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) já perderam mais de R$ 1 trilhão em valor de mercado desde o início deste ano. Segundo estudo da consultoria Economatica, as ações das 330 companhias de capital aberto no País perderam 49,7% de seu valor até o dia 24 de outubro, passando de R$ 2,099 trilhões para R$ 1,055 trilhões. Veja também:Lições de 29A crise de 29 na memória de José MindlinVeja o que muda com a Medida Provisória 443Veja as semelhanças entre a MP 443 e o pacote britânico Consultor responde a dúvidas sobre crise   Como o mundo reage à crise  Entenda a disparada do dólar e seus efeitosEspecialistas dão dicas de como agir no meio da crise A cronologia da crise financeira  Dicionário da crise  O setor de construção, composto por 30 empresas, foi o mais prejudicado, com queda de 72,3% do seu valor de mercado, saindo de R$ 53,1 bilhões no final de 2007, para R$ 14,7 bilhões no dia 24. O setor de Papel e Celulose é o segundo setor mais atingido, perdendo 67,7% do seu valor de mercado no mesmo período. Por outro lado, o as empresas de Petróleo e Gás tiveram a maior queda nominal no valor de mercado, perdendo R$ 231,9 bilhões desde o começo de 2007. Nessa base de comparação, o segundo setor com maiores perdas é o de Finanças e Seguros, com queda de R$ 223 bilhões, seguido pelas companhias de Mineração. Os três setores juntos respondem por 58,9% da queda de valor de mercado ou R$ 615 bilhões. O setor menos atingido é o de telecomunicações que no mesmo período apresenta queda de 23,5% do seu valor em ações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.